Escolha uma Sede

Sede 1

Chamar no Whatsapp

Sede 2

Chamar no Whatsapp

Sede 3

Chamar no Whatsapp
Em que posso ajudar?

Aulas Especiais – Ballet

 

 

 

 

Tantos assuntos me passaram pela cabeça para falar, mas acho justo contar primeiro para vocês um pouquinho de quem é a “Profe ballet”, como elas chamam com tanto carinho e aos poucos dividir o meu amor por esse mundo “bailarinístico

Sou bailarina há 20 anos, formada pela UNESPAR /FAP em Bacharelado e Licenciatura em Dança, desde 2014.

Em 4 anos de faculdade, não só dancei como também tive a oportunidade de compreender, escutar e estudar um pouco mais sobre meu corpo.  Aprendi a ensinar, desde as menores criaturinhas até as mais experientes, dos que possuem todas as condições físicas e pessoas que possuem limitações, mas que são extremamente felizes ao dançar.

Como se não bastassem os quatro anos vividos intensamente dentro da faculdade, mal me formei e a necessidade de continuar estudando permaneceu. Fui atrás de uma pós-graduação, que a principio seria de Gestão em cultura, porém algo me levou a me matricular  em Fisiologia do Exercício, onde 99% dos inscritos eram de educação física.

Junto com a Pós iniciei minha carreira profissional dando aulas para meninas da ginástica Rítmica do Paraná Clube,  dei aula de ballet, contemporâneo, pilates para adolescentes e adultos. E a minha paixão pelo corpo humano, por pessoas e por ensinar foi crescendo.

Foi quando fui contratada por uma escola de ensino infantil, onde estou até hoje. Confesso que inicialmente quase enlouqueci, pois eram crianças muito pequenas, era uma responsabilidade enorme.

Foi quando descobri que ser Professora de baby class e de ensino infantil, ensinar esses pequeninos cheios de energias, curiosidade e amor, era de fato uma Missão.  Uma professora que inspira minhas aulas, chamada Flavia Thais, lá de Caxias do Sul, diz que nossa profissão é mais do que uma simples descrição profissional.  Transcende para um status de vida que está sempre ativado em modo online com uma intensa luz verde (ou rosa) brilhando na nossa cabeça: “Ela é a Prof de ballet”.

E de fato para ser professora de ballet, precisa ser, SER com letra maiúscula em vários sentidos. Precisa acordar e ir dormir sentindo-se tocado pela “Nossa senhora do Ballet”. É preciso ter orgulho e é esse orgulho junto com o amor, que nos da forças para fazer o nosso melhor cada dia.                               

Nosso oficio não termina em sala de aula.  Continua sendo prof de ballet mesmo fora da sala de aula, no supermercado, no shopping, na farmácia, sempre vai ter uma pequena, um pequeno bailarino correndo para te dar um abraço. O carinho e a atenção sempre estarão junto.

Temos que estudar muito, sempre. Novamente cito a prof Flavia, que diz “Sabem aquele apelido Rato de biblioteca? Professor de Ballet infantil, deve ser o Rei dos ratos dançando Quebra Nozes pela biblioteca”.  Porque sempre estou lendo, não só livros que tenha “Ballet”no título. Desenvolvimento Infantil, psicologia infantil, neurociência, psicomotricidade, aprendizagem, processos didáticos, fazem parte da minha leitura e das minhas aulas. Sem contar os inúmeros cursos que contam como muitas horas de prática de ballet.

Tudo isso, porque crianças são um ciclo de evolução infinito. Quando achamos que temos todas as respostas hoje, já precisamos nos preparar para procurar novas respostas para amanhã.

Acima de tudo aprendi a amar!

Não só nos momentos fáceis, nos dias mais difíceis também. Amor por esse universo infantil e por essas pequenas bailarinas.

Espero construir um futuro lindo junto com cada criança, iniciando ele, dentro da nossa sala de dança. 



Deixe uma resposta